quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Aos meus amigos!

" Uma maneira muito importante de ultrapassar a nossa tristeza é retirá-la do seu isolamento e partilhá-la com alguém que a possa compreender. Muitas das nossas dores ficam por revelar - mesmo aos nossos amigos mais íntimos. Quando nos sentirmos sós, vamos ter com alguém em quem confiamos e digamos-lhe: "Sinto-me só, preciso do seu apoio e companhia". Quando nos sentirmos ansiosos, emocionalmente carentes, indignados ou aborrecidos, tenhamos a coragem de pedir a um amigo que fique conosco e compreenda as nossas penas. Com demasiada freqüência pensamos ou dizemos: "Não quero aborrecer os meus amigos com os meus problemas. Eles já têm problemas de sobra". Mas a verdade é que damos uma honra aos nossos amigos ao partilhar as nossas lutas com eles. Não somos nós os primeiros a dizer aos amigos que nos tenham escondido os seus sentimentos e vergonhas: "Por que não me disse, por que é que conservou esse segredo durante tanto tempo?". Obviamente, nem todos podem entender as nossas penas secretas. Mas acredito que, se realmente quisermos crescer em maturidade espiritual, Deus nos enviará os amigos de que necessitamos. Muitos dos nossos sofrimentos derivam não tanto da nossa condição de dor, mas do nosso sentimento de solidão no meio do sofrimento. Muitas pessoas que sofrem de dependência - quer seja do álcool, quer seja das drogas, do sexo ou da comida - encontram o primeiro alívio quando são capazes de partilhar o seu sofrimento com outros e descobrem que realmente são escutadas. Os muitos programas de "doze passos", por exemplo, o aplicado nos Alcóolicos Anônimos, são um poderoso testemunho da verdade segundo a qual o partilhar os nossos sofrimentos é o começo da cura. Aí se pode constatar a relação íntima que pode haver entre tristeza e alegria. Quando descubro que já não estou sozinho em minha luta e quando começo a experimentar uma nova "solidariedade na fraqueza", então a verdadeira alegria pode jorrar precisamente no meio da minha tristeza. Mas não é fácil sair do isolamento. De algum forma e por algumas razões, queremos sempre resolver os nossos problemas por nós mesmos. Mas Deus nos colocou uns ao lado dos outros para construir uma comunidade de amor recíproco na qual é possível descobrir em grupo que a alegria não é só para os outros, mas também para nós. "

Henry Nouwen

2 comentários:

donnanina disse...

Ahh Henri Nouwen!!! Me deleito em tudo que ele escreveu!
Lindo total!

patricia disse...

"Mas acredito que, se realmente quisermos crescer em maturidade espiritual, Deus nos enviará os amigos de que necessitamos"

nOssa.... eu sou prova de q isso é verdade! =D