quarta-feira, 2 de abril de 2008

Cansado (de desamor)

Estou cansado de religião
E mais ainda de religiosos
De um sacro não divino
Sagrado-tradicional
De caixas de tijolos
Que chamam “casas de Deus”
De legalismos-sem-Graça
De ufanismos, proselitismos e triunfalismos.
E de toda essa des-Graça
Estou farto de gente fugitiva
Que enche refúgios dominicais
E que tem medo do próximo
Que tem medo de Deus
Narcisistas santarrões
Que pensam ser pecado
Ir além do próprio umbigo
Viver é pecado pra eles
Acham feio e sujo tudo o que não os espelha
E espelhos já não os servem de nada
Pois estão cegos e guiando outros
Estou farto de tudo o que não aproveita.
De tudo o que é desamor.



Otto

Curitiba - Paraná

Um comentário:

MILLa disse...

Eu ainda nao encontrei nenhuma forma pra descansar esse cansaço,, so convivo com ele.

e vou me cansando mais, de casas de deus cada vez mais cheias de hipocritas e vazias de deus,,,

cada vez mais cheias de religiosidade,, e vazias de verdade de deus.